Embora você possa ter visto histórias recentes sobre o volume de execuções hipotecárias hoje, o contexto é importante.

Durante a pandemia, muitos proprietários conseguiram pausar seus pagamentos de hipotecas usando o programa de tolerância.

O objetivo era ajudar os proprietários financeiramente durante a incerteza criada pela crise da saúde.

Quando o programa de tolerância começou, muitos especialistas estavam preocupados que isso resultaria em uma onda de execuções hipotecárias chegando ao mercado, como ocorreu após a crise imobiliária em 2008.

Veja por que o número de execuções hipotecárias que estamos vendo hoje não é nada parecido com a última vez.

1. Há menos proprietários de imóveis em situação de risco

Os dados de hoje mostram que a maioria dos proprietários está abandonando seu plano de tolerância totalmente em dia com os pagamentos ou com um plano do banco que reestruturou seu empréstimo de uma forma que lhes permitiu começar a fazer pagamentos novamente.

O gráfico abaixo mostra essas descobertas da Mortgage Bankers Association (MBA):

Empréstimos Imobiliários após o fim da período de tolerância criado durante a pandemia

O mesmo relatório do MBA mencionado acima estima que há aproximadamente 525.000 proprietários de imóveis que permanecem em tolerância hoje. Felizmente, essas pessoas ainda têm a chance de elaborar um plano de pagamento adequado com a empresa de serviços que representa seu credor.

[ipt_fsqm_form id=”8″]

2. A maioria dos proprietários tem capital suficiente para vender suas casas

Para aqueles que estão saindo do programa de tolerância sem um plano, muitos terão capital para vender suas casas em vez de enfrentar execuções hipotecárias. Devido ao rápido aumento dos preços das casas nos últimos dois anos, o proprietário médio ganhou valores recordes de patrimônio em sua casa.

Marina Walsh, CMB, vice-presidente de análise da indústria da MBA, diz:

“Dado o estoque limitado de moradias do país e a variedade de alternativas de retenção e execução hipotecária sobre a mesa em vários tipos de empréstimos, . . . Os mutuários têm mais opções hoje para ficar em suas casas ou vender sem recorrer a uma execução hipotecária”.

3. Houve menos execuções hipotecárias nos últimos dois anos

Um dos benefícios raramente relatados do programa de tolerância foi que ele deu aos proprietários com dificuldades dois anos extras para colocar suas finanças em ordem e elaborar um plano com seu credor. Isso ajudou a evitar as execuções hipotecárias que normalmente teriam chegado ao mercado se o novo programa de tolerância não estivesse disponível.

Mesmo quando as pessoas saem do programa de tolerância, ainda há menos execuções hipotecárias acontecendo hoje do que antes da pandemia. Isso significa que, embora haja mais execuções agora em comparação com o ano passado (quando as execuções foram pausadas), o número ainda está bem abaixo do que o mercado imobiliário viu em um ano mais típico, como 2017-2019 (veja o gráfico abaixo):

413,480 menos execuções hipotecárias (foreclosures) nos últimos 2 anos.

No gráfico abaixo temos o número de consumidores com novas execuções hipotecárias, por ano.

[ipt_fsqm_form id=”9″]

4. O mercado atual pode absorver facilmente novas listagens

Quando as execuções hipotecárias em 2008 chegaram ao mercado, aumentaram a oferta excessiva de casas que já estavam à venda. Hoje é exatamente o contrário. O último Relatório de Vendas de Casas Existentes da Associação Nacional de Corretores de Imóveis (NAR) revela:

“O estoque total de moradias no final de março totalizou 950.000 unidades, um aumento de 11,8% em relação a fevereiro e uma queda de 9,5% em relação a um ano atrás (1,05 milhão).

O estoque não vendido está em uma oferta de 2,0 meses no ritmo atual de vendas, acima dos 1,7 meses em fevereiro e abaixo dos 2,1 meses em março de 2021.”

Um mercado equilibrado teria aproximadamente um estoque de seis meses. Em 2,0 meses, o mercado imobiliário está severamente subabastecido. Mesmo que um milhão de casas entrem no mercado, ainda não haverá estoque suficiente para atender à demanda atual.

[mpc_alert font_color="#ffffff" background_color="#2eabbf" padding_divider="true" padding_css="padding-left:20px;"]Veja uma matéria com mais argumentos:  3 Gráficos que mostram que não estamos em uma bolha imobiliária[/mpc_alert][mpc_icon_column title_font_color="#e4246c" title="Resumo" title_margin_css="margin:5px;" mpc_icon__mpc_tooltip__border_divider="true" mpc_icon__mpc_tooltip__padding_divider="true"]Se você vir as manchetes sobre o número crescente de execuções hipotecárias hoje, lembre-se que o contexto é importante. Embora seja verdade que o número de execuções hipotecárias é maior agora do que no ano passado, as execuções ainda estão bem abaixo dos anos pré-pandemia. Se você tiver dúvidas, vamos nos conectar para conversar sobre as últimas condições do mercado e o que elas significam para você.[/mpc_icon_column]

Ficou com dúvidas?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que esta acontecendo no mercado de financiamento imobiliário nos Estados Unidos já pode considerar investir em casas de férias em orlando. Para aproveitar todas as dicas que trouxemos para você e aprofundá-las ainda mais, você pode conversar diretamente com nossos agentes de relacionamento. Eles estão sempre dispostos a conversar com você para esclarecer dúvidas sobre investimentos na Flórida.

Neste texto nós abordamos o tema o comportamento do mercado imobiliário durante recessões por ser interessante para quem busca investir na Flórida. Se você deseja ler mais conteúdos como o que trouxemos neste artigo, é só ficar ligado aqui no nosso blog.

[mpc_button mpc_tooltip__text="SW52aXN0YSUyMG5vJTIwc2VjdG9yJTBBaW1vYmlsaWFyaW8lMjBuYSUyMEZsb3JpZGE="]
[mpc_button url="url:http%3A%2F%2Fwww2.thefloridalounge.com%2Fagentes-de-relacionamentos|||" font_color="#ffffff" title="Invista no setor imobiliario na Florida"]

Gostou do artigo? Fique de olho no nosso blog! Querendo morar ou investir em imóveis na Flórida? Veja a lista de casas a venda na Flórida que selecionamos para você!