Você sabe a diferença de um financiamento Recourse Vs. Non-Recourse nos Estados Unidos ?

Você sabe a diferença de um financiamento Recourse Vs. Non-Recourse nos Estados Unidos ?

Os empréstimos com direito de regresso (Recourse Loans) são um tipo de dívida garantida que permite aos credores recuperar os saldos dos empréstimos inadimplentes, confiscando a garantia do empréstimo e, quando necessário, os outros ativos do mutuário. Os tipos comuns de dívida com direito de regresso são empréstimos para compra de automóveis, cartões de crédito e, na maioria dos estados, hipotecas residenciais.

Em caso de inadimplência, o credor pode apreender e vender a garantia. Se essa garantia não for suficiente para cobrir o saldo pendente do empréstimo, o credor pode ir atrás dos outros ativos do tomador. Empréstimos com direito de regresso de terceiros representam menos risco para os credores, portanto, geralmente têm taxas de juros mais baixas e estão mais amplamente disponíveis.

A dívida sem direito de regresso também é garantida por uma garantia do mutuário. No entanto, em caso de inadimplência, o credor só pode apreender as garantias especificadas nos documentos do empréstimo e não pode ir atrás dos outros ativos do tomador.

Poucos bancos oferecem empréstimos sem direito de regresso, mas as hipotecas de habitação são tratadas como empréstimos sem direito de regresso em 12 estados americanos.

Na Flórida é permitido o financiamento imobiliário com direito de regresso.

A dívida sem direito de regresso também tem taxas de juros mais altas e qualificações mais restritivas do tomador do recurso, porque a dívida sem direito de regresso é mais arriscada para os credores.

O que é um empréstimo de recurso?

Com os empréstimos com direito de regresso, o mutuário é 100% pessoalmente responsável pelo montante do empréstimo. Portanto, o credor pode primeiro retomar ou executar a garantia do empréstimo, conforme especificado no contrato de empréstimo. Se o credor não for capaz de recuperar o saldo total do empréstimo com a venda dessa garantia, ele pode obter uma sentença de infração dos tribunais e ir atrás dos outros ativos do mutuário. Esse é o caso mesmo para ativos que não foram identificados como garantia subjacente para o empréstimo e podem incluir a garantia de salários ou cobrança de contas bancárias para saldar a dívida remanescente.

Cartões de crédito, empréstimos para compra de automóveis e empréstimos de dinheiro – normalmente empréstimos imobiliários de curto prazo oferecidos por credores não bancários – são tipos comuns de empréstimos com direito de regresso. Em caso de inadimplência, o credor pode retomar a posse do veículo ou itens adquiridos com o empréstimo (garantia) e vendê-los para recuperar o saldo pendente do empréstimo. Em muitos casos, a garantia já terá sido depreciada ou destruída e o credor terá que obter uma decisão judicial para poder obter julgamento de deficiência para a diferença de valor. O credor pode então tentar recuperar seu dinheiro confiscando outros ativos do tomador.

Em todos os estados, exceto em 12, as hipotecas residenciais também são consideradas empréstimos com direito de regresso a Flórida é um deles. Se um mutuário está afundado em sua hipoteca – o que significa que a dívida pendente é maior do que o valor da casa – o banco pode não ser capaz de recuperar todo o seu dinheiro de uma venda de execução hipotecária. Nesse caso, o banco pode obter uma sentença  para a diferença entre a dívida e o preço de venda da execução hipotecária e, em seguida, bloquear os salários do devedor ou pleitear outros ativos.

Mesmo que um credor ganhe uma sentença contra um mutuário, cobrar a dívida pendente pode ser caro e demorado. Se um credor não achar que o tomador do empréstimo possui ativos substanciais para explorar, ele pode nunca realmente cobrar a dívida pendente. No entanto, você deve sempre tentar evitar esse resultado, comunicando-se com o seu credor se achar que pode ficar inadimplente.

Carregamento

Exemplo de empréstimo com direito de regresso

Se um mutuário fizer um empréstimo de $ 20.000 para comprar um carro de $ 25.000, a dívida será garantida pelo veículo. Se, após vários pagamentos, ele deixar o empréstimo em $ 16.000 de saldo, o credor pode retomar a posse do carro e vendê-lo para recuperar o saldo pendente do empréstimo. No entanto, se o carro se desvalorizou e só pode ser vendido por $ 12.000, o credor também pode obter uma sentença de um tribunal e, em seguida, bloquear o salário do mutuário para coletar os $ 4.000 restantes.

O que é um empréstimo sem direito de regresso?

Um empréstimo sem direito de regresso é aquele em que, em caso de inadimplência, um credor pode apreender a garantia do empréstimo. No entanto, em contraste com um empréstimo com direito de regresso, o credor não pode ir atrás dos outros ativos do tomador – mesmo se o valor de mercado da garantia for menor do que a dívida pendente. Mesmo que os credores sejam limitados em sua capacidade de obter um julgamento, os empréstimos sem direito de regresso ainda criam alguma responsabilidade pessoal porque o credor pode apreender a garantia do empréstimo subjacente.

Mesmo assim, os credores que concedem empréstimos sem direito de regresso correm um risco maior de não recuperar o saldo do empréstimo e os pagamentos de juros. Por esse motivo, os empréstimos sem direito de regresso não são oferecidos pela maioria das instituições financeiras – mas alguns bancos, credores online e credores privados concederão esse tipo de dívida.

Hipotecas residenciais – embora geralmente com direito de regresso – são sem direito de regresso em 12 estados: Alasca, Arizona, Califórnia, Connecticut, Idaho, Minnesota, Carolina do Norte, Dakota do Norte, Oregon, Texas, Utah e Washington. Se o proprietário de uma casa entrar em default em um desses estados, o credor pode executar a hipoteca da casa garantida, mas não pode ir atrás dos outros ativos do mutuário.

Exemplo de empréstimo sem recurso

Considere um comprador de uma casa que faz uma hipoteca de $ 250.000 para comprar uma casa com um valor de avaliação de $ 300.000. Se o proprietário da casa entrar em default em $ 230.000 do empréstimo, o banco pode executar a hipoteca da propriedade garantida para tentar recuperar a dívida pendente. No entanto, em alguns estados, não é o caso da Flórida, se o mercado imobiliário local estiver inundado de estoque e a casa só puder ser vendida por $ 215.000, o credor não poderá recuperar os $ 15.000 adicionais por meio de penhora de salários ou outros meios.

Empréstimo com direito de regresso vs. Empréstimo sem direito de regresso: qual é o melhor?

Independentemente de um empréstimo garantido ser com ou sem direito de regresso, o credor pode apreender a garantia do devedor em caso de inadimplência. A principal diferença é que, com um empréstimo sem direito de regresso, o credor só pode apreender a garantia específica – mesmo que valha menos do que a dívida pendente. Com um empréstimo de co-obrigação, no entanto, o credor pode confiscar os ativos garantidos do tomador e – se não puder recuperar o saldo do empréstimo em aberto com a venda dessa garantia – pode então ir atrás dos outros ativos do tomador.

A melhor opção de empréstimo depende das necessidades do mutuário, da qualidade de crédito e da confiança em sua capacidade de fazer pagamentos dentro do prazo. É provável que você obtenha um empréstimo com direito de regresso se:

  • Tem um histórico de crédito fraco ou uma alta relação dívida / receita. Além de taxas de juros mais baixas, os empréstimos com direito de regresso também têm requisitos de aprovação de empréstimos mais brandos. Se você tem uma pontuação de crédito baixa ou uma alta relação dívida / receita – o que significa que uma grande porcentagem de sua receita vai para o serviço da dívida a cada mês – é mais provável que você obtenha um empréstimo com direito de regresso.
  • Quer uma taxa de juros mais baixa. Os empréstimos com direito de regresso não são tão arriscados para os credores como os empréstimos sem direito de regresso porque os credores têm mais flexibilidade para recuperar dívidas pendentes em caso de incumprimento. Por essa razão, os credores podem oferecer taxas de juros mais competitivas para empréstimos com direito de regresso do que para empréstimos sem direito de regresso.
  • Está fazendo um empréstimo para a compra de um automóvel ou um cartão de crédito Certos tipos de dívida – como cartões de crédito e empréstimos para automóveis – são normalmente estruturados como dívida de recurso. Por esse motivo, os mutuários devem concordar em recorrer aos termos do empréstimo se quiserem aproveitar as vantagens de muitas opções tradicionais de financiamento.

Os empréstimos sem direito de regresso podem ser uma opção se você:

  • Pode satisfazer requisitos de aprovação mais rigorosos. Em casos raros, os mutuários com uma alta pontuação de crédito e uma baixa relação dívida / renda podem conseguir um empréstimo sem direito de regresso.
  • Estão dispostos a pagar uma taxa de juros mais alta. Da mesma forma, uma taxa de juros mais alta protege os credores que estão expostos a empréstimos sem direito de regresso mais arriscados.

Como determinar o tipo de empréstimo

De um modo geral, não importa se o seu empréstimo é com ou sem direito de regresso, a menos que você esteja inadimplente no pagamento do empréstimo. No entanto, se você deseja saber se a hipoteca pendente de sua casa é ou não, comece determinando se você está em um estado direito de regresso, como a Flórida, conforme listado acima.

Se você tiver outro tipo de dívida, como um empréstimo para compra de automóveis ou cartões de crédito, poderá determinar o tipo de empréstimo revisando os documentos originais do empréstimo ou entrando em contato diretamente com o credor. Se você confirmar que tem um empréstimo com direito de regresso e achar que pode ficar inadimplente, converse com seu credor sobre as opções para evitar a inadimplência – como tolerância ou modificação do empréstimo. Você também deve trabalhar com seu advogado ou contador para avaliar as implicações de inadimplência, execução hipotecária e possível penhora de salário.

Carregamento

Resumo

Embora a Flórida seja um dos estados onde os financiamentos imobiliários sejam com direito de regresso, quando o tomador do empréstimo é um estrangeiro seus ativos estão fora dos Estados Unidos o que inviabiliza financeiramente a cobrança ou busca de ressarcimento além da venda do ativo.

Ficou com dúvidas?

Agora que você já sabe qual a diferença entre um financiamento com direito de regresso e sem direito de regresso. Podemos lhe ajudar a entender o comportamento do mercado imobiliário e assim passar a  considerar investir em casas de férias em orlando. Para aproveitar todas as dicas que trouxemos para você e aprofundá-las ainda mais, você pode conversar diretamente com nossos agentes de relacionamento. Eles estão sempre dispostos a conversar com você para esclarecer dúvidas sobre investimentos na Flórida.

Neste texto nós abordamos os segredos da Disney para não ter mosquitos nos parques em Orlando. Se você deseja ler mais conteúdos como o que trouxemos neste artigo, é só ficar ligado aqui no nosso blog.

Invista no sector imobiliario na Florida

Gostou do artigo? Fique de olho no nosso blog! Querendo morar ou investir em imóveis na Flórida? Veja a lista de casas a venda na Flórida que selecionamos para você!

Sobre o Autor

Postos relacionados

pt_PTPortuguês