Uma recessão não é igual a uma crise imobiliária. Essa é a única coisa que todo proprietário hoje precisa saber. Para onde quer que você olhe, os especialistas estão alertando que podemos estar caminhando para uma recessão e, se for verdade, uma desaceleração econômica não significa que as casas perderão valor.

O National Bureau of Economic Research (NBER) define uma recessão da seguinte forma:

“Uma recessão é um declínio significativo na atividade econômica espalhada por toda a economia, normalmente visível na produção, emprego e outros indicadores. Uma recessão começa quando a economia atinge um pico de atividade econômica e termina quando a economia atinge seu mínimo. Entre o vale e o pico, a economia está em expansão.”

Para ajudar a mostrar que os preços das casas não caem sempre que há uma recessão, dê uma olhada nos dados históricos. Houve seis recessões neste país nas últimas quatro décadas. Como mostra o gráfico abaixo, olhando para as recessões desde a década de 1980, os preços das casas se valorizaram quatro vezes e desvalorizaram apenas duas vezes, ainda é necessário lembrar que uma das duas recessões com perda de valor foi gerada no mercado imobiliário e por tanto era de se esperar que nessa recessão os imóveis perdessem valor.

Então, historicamente, há provas de que quando a economia desacelera, isso não significa que os valores das casas vão cair ou desvalorizar.

Recessão não é igual a crise no mercado imobiliário

Variação de preços nas 6 últimas recessões

A primeira ocasião no gráfico em que os valores das casas se desvalorizaram foi no início da década de 1990, quando os preços das casas caíram menos de 2%.

Aconteceu novamente durante a crise imobiliária em 2008, quando os valores das casas caíram quase 20%. A maioria das pessoas se lembra vividamente da crise imobiliária em 2008 e pensa que, se cairmos em uma recessão, repetiremos o que aconteceu na época.

Mas esse mercado imobiliário não é uma bolha prestes a estourar. Os fundamentos são muito diferentes hoje do que eram em 2008. Portanto, não devemos presumir que estamos seguindo o mesmo caminho.

[mpc_alert font_color=”#ffffff” background_color=”#2eabbf” padding_divider=”true” padding_css=”padding-left:20px;”]Veja uma matéria com mais argumentos:  3 Gráficos que mostram que não estamos em uma bolha imobiliária[/mpc_alert][mpc_icon_column title_font_color=”#e4246c” title=”Resumo” title_margin_css=”margin:5px;” mpc_icon__mpc_tooltip__border_divider=”true” mpc_icon__mpc_tooltip__padding_divider=”true”]Não estamos em recessão neste país, mas se uma estiver chegando, isso não significa que as casas perderão valor. A história prova que uma recessão não é igual a uma crise imobiliária.[/mpc_icon_column]

Ficou com dúvidas?

Agora que você já sabe que mesmo em uma recessão os dados históricos são positivos em relação ao mercado imobiliário nos Estados Unidos já pode considerar investir em casas de férias em orlando. Para aproveitar todas as dicas que trouxemos para você e aprofundá-las ainda mais, você pode conversar diretamente com nossos agentes de relacionamento. Eles estão sempre dispostos a conversar com você para esclarecer dúvidas sobre investimentos na Flórida.

Neste texto nós abordamos o tema o comportamento do mercado imobiliário durante recessões por ser interessante para quem busca investir na Flórida. Se você deseja ler mais conteúdos como o que trouxemos neste artigo, é só ficar ligado aqui no nosso blog.

Gostou do artigo? Fique de olho no nosso blog! Querendo morar ou investir em imóveis na Flórida? Veja a lista de casas a venda na Flórida que selecionamos para você!