Você conhece : The Dollar Smile Theory ?

Você conhece : The Dollar Smile Theory ?

Você provavelmente já notou que o dólar americano parece se fortalecer ainda mais sempre que a economia mundial está oscilando ou passando por uma crise. Este fator tem deixado muitos investidores intrigados com o comportamento da moeda americana no mercado financeiro internacional e já vem sendo observado por um longo tempo pelos economistas mais experientes.

Para deixar o processo analítico ainda mais complexo, o fenômeno de fortalecimento do dólar acontece mesmo que a economia americana esteja internamente presenciando um caos e não esteja em seu melhor momento.

Uma forma simples e útil para entender porque isso acontece é imaginar que existam dois “tipos” de dólares americanos.

  1. Dólar doméstico: que se comporta como qualquer outra moeda. Ele está vinculado às perspectivas relativas a economia e aos retornos potenciais do investimento doméstico.

  2. Dólar Internacional: que é usado como moeda principal no comércio global (para pagamentos) e também necessário para comprar títulos do governo dos EUA que são cobiçados por sua segurança.

Esse dólar americano “internacional” se fortalece por uma série de razões quando os mercados são voláteis e o crescimento global desacelera.

Quando ocorre algum tipo de “choque”, seja nos EUA ou no exterior, e é grande o suficiente para causar pânico nos investidores e traders, além de fazer com que os mercados financeiros caiam, isso provavelmente fará com que o dólar americano se valorize.

Esse fortalecimento do dólar sob qualquer circunstância, levou Stephen Jen, estrategista de câmbio do banco de investimentos Morgan Stanley e economista, a formular a The Smile Theory.

Apesar do nome curioso, a teoria proposta por Jen é de que o dólar americano é capaz de se fortalecer incrivelmente em bons e maus momentos do mercado financeiro, faz bastante sentido. Basta olhar de perto a tendência da moeda nos últimos anos.

A teoria foi proposta inicialmente em 2007, quando a crise no setor imobiliário americano começava a emergir, no que se tornou posteriormente um período de perdas catastróficas e de uma recessão severa, levando a economia dos EUA ao chão.

Carregamento

Stephen Jen trabalhou por treze anos na empresa global de serviços financeiros Morgan Stanley, possui PHD em economia pelo MIT, e hoje é CEO de uma empresa de câmbio.

De acordo com a teoria de Stephen Jen, o dólar é capaz de ter um bom desempenho, independentemente do momento ser bom ou um mau, mas por quê? São exatamente essas questões que Jen pretendeu responder com a The Smile Theory, levantando possíveis respostas para o comportamento do dólar mesmo com a altas e baixas do mercado financeiro.

A teoria de Jen é chamada de The Smile Theory exatamente por causa de seu formato, o smile, que em inglês quer dizer “sorriso”, é usado para representar as tendências do mercado.

Bem, talvez não seja tão fácil entender a teoria a princípio, mas imagine agora mesmo um sorriso de ponta a ponta, na ponta esquerda do sorriso temos o dólar americano se fortalecendo com a aversão ao risco; na base do sorriso, temos a baixa do mercado financeiro americano, e já na ponta direita do sorriso, temos o dólar se fortalecendo junto ao crescimento econômico. Os três cenários apresentados funcionam como um gráfico feito para mostrar o comportamento do dólar americano.

O fortalecimento do dólar em razão da alta aversão ao risco

O primeiro cenário descreve como o dólar continua se fortalecendo a frente de um cenário preocupante, sendo a ponta esquerda do sorriso.

Esse tipo de situação é chamada de aversão ao risco, que se caracteriza em situações em que um investidor se vê a frente de um cenário volátil no mercado financeiro em que não é possível prever comportamentos de uma moeda ou ativo.

Desse modo, os investidores optam por colocarem capital em moedas consideradas seguras como as que mantenham o mesmo valor ou possuam tendência de aumento, como o dólar dos Estados Unidos, por exemplo.

No primeiro sinal de que a economia mundial poderá sofrer com grandes oscilações, os investidores começam a preferir investimentos de baixo risco, para não perder capital, optando pela segurança oferecida pelos ativos menos instáveis, como a dívida americana.

Em escala global, isso costuma acontecer mesmo que haja um desequilíbrio interno na economia dos EUA. Se um investidor desejar comprar títulos do tesouro americano, ele precisará de dólares americanos, levando a um iminente fortalecimento da moeda do país, mesmo em momentos críticos.

Dessa forma, o crescimento do dólar se torna uma aposta muito mais segura para direcionar capital, exatamente por ser produto de um grande mercado financeiro e possuir liquidez que os investidores precisam para obter algum controle mesmo em meio a instabilidade.

A baixa do dólar em razão da perda de força da economia americana

Na base do sorriso da teoria de Jen, temos uma queda da moeda americana, vista da perda de força econômica dos Estados Unidos, como por exemplo, uma forte recessão. Nesse caso, o dólar atinge um valor mínimo causado pela contração da economia e pela estagnação de áreas do mercado.

Enquanto o país luta para se erguer financeiramente, há súbitas quedas nas taxas de juros que também influenciam diretamente na conjuntura da moeda, criando uma aversão ao dólar para todos os investidores.

Buscando se afastar da baixa da moeda, os investidores tomam a decisão rápida de vender o dólar estadunidense, ao invés de comprá-lo para que não haja risco de perda de capital. E assim, o dólar é deixado de lado por opções mais rentáveis do mercado para obter mais lucro devido à alta taxa dos juros dessas outras moedas.

Mesmo que desequilíbrio econômico americano esteja em baixa, mas não esteja em seu pior momento, o simples fato de que os EUA tenham um desempenho econômico inferior a outros países, fará com que os investidores de todo o mundo se despeçam dos seus dólares e migrem para moedas mais atrativas de um país com economia consolidada.

A lei do mercado ainda é obter maiores rendimentos, dessa forma, a opção mais segura é vender o dólar americano enquanto é tempo.

O fortalecimento do dólar em razão a prosperidade econômica

Representando a parte direita do topo do sorriso, esse cenário se caracteriza pela valorização da moeda americana em vista de uma aceleração econômica do país. Após os períodos de iminente risco e de recessão do mercado, o sol volta a brilhar no horizonte trazendo uma melhora exponencial para os bolsos americanos e formando o sorriso.

A confiança começa a se espalhar entre os investidores ao redor do planeta, que são tomados pelo súbito otimismo em frente a situação de melhora econômica dos Estados Unidos, aumentando também a confiança na força do dólar lá fora.

A confiança se dá em razão aos sinais de recuperação e avanços econômicos demonstrados pela potência. Enquanto o mercado financeiro se ergue mais uma vez e o país começa a colher bons frutos de seus progressos, os EUA demonstram um crescimento otimista do PIB e apresentam expectativas satisfatórias para as taxas de vida no futuro. Tais sinais sacodem para longe a perspectiva da recessão e proporcionam esperança de prosperidade.

Ao analisarmos de perto a conjuntura global frente a pandemia, vemos que todos os países vêm sofrendo os graves efeitos econômicos levando a contração do mercado financeiro.

O cenário atual de instabilidade é considerado um cenário de alto risco, fazendo com que todos os investidores optem por opções mais seguras de ativos como o dólar americano, mesmo que os Estados Unidos estejam passando por problemas econômicos, assim como diversos outros países ao redor do mundo.

Carregamento

O dólar ainda é considerado  uma opção segura e, como estamos assistindo após mais de 12 meses de pandemia global é que mesmo com crise politica e com divergências ideológicas dentro dos EUA comparáveis a polarização na politica brasileira as instituições fortes e uma economia interna grande além da força econômica do pais esta fazendo com que a economia americana se recupere rápido, reforçando a tese que mesmo em momentos ruins ter investimentos em dólar pode ser uma forma de reduzir riscos ou balancear portfolios de investimentos.

Apesar de apresentar reação ao crescimento econômico doméstico, o dólar ainda possui a função de moeda-porto seguro. Se analisarmos a The Smile Theory, é possível observar que sempre que os EUA carregam o mercado financeiro mundial em direção a uma grande recessão ou até mesmo por períodos de desenvolvimento, a moeda americana tende a se valorizar.

Mas o que devemos esperar daqui para a frente? Bem, devemos ter em mente que as economias mundiais possuem um ritmo cíclico, elas desaceleram, perdem força e em seguida, se restabelecem assim por diante, isso não mudará.

O que podemos fazer diante desse cenário é ficarmos atentos ao desenvolvimento da economia americana, buscando entender o momento que ela está enfrentando. E assim, analisar seu comportamento frente às demais economias mundiais, só dessa maneira será possível prever as possíveis progressões do dólar usando a The Smile Theory.

RESUMO

Nós, do The Florida Lounge, acreditamos na aquisição de imóveis nos Estados Unidos como uma excelente estratégia de balanceamento de portfolio de investimentos, pois além estar vinculado ao dólar, esse investimento gera rentabilidade, além da simples valorização cambial. E ainda, por ser um investimento em imóvel, também protege o capital principal da inflação e no longo prazo, ainda podemos experimentar ganhos interessantes com a valorização dos  ativos adquiridos.

Em nosso portal de conteúdo temos diversos artigos falando da história da valorização dos imóveis nos EUA bem como projeções feitas por especialistas no mercado imobiliário americano.

Ficou com dúvidas?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o comportamento do dolar em momentos  de crise e em momentos  de  fortalecimento da economia nós podemos lhe ajudar a entender o comportamento do mercado imobiliário e assim passar a  considerar investir em casas de férias em orlando. Para aproveitar todas as dicas que trouxemos para você e aprofundá-las ainda mais, você pode conversar diretamente com nossos agentes de relacionamento. Eles estão sempre dispostos a conversar com você para esclarecer dúvidas sobre investimentos na Flórida.

Neste texto nós abordamos os segredos da Disney para não ter mosquitos nos parques em Orlando. Se você deseja ler mais conteúdos como o que trouxemos neste artigo, é só ficar ligado aqui no nosso blog.

Invista no sector imobiliario na Florida

Gostou do artigo? Fique de olho no nosso blog! Querendo morar ou investir em imóveis na Flórida? Veja a lista de casas a venda na Flórida que selecionamos para você!

Sobre o Autor

Postos relacionados

pt_BRPortuguês do Brasil